A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z 0-9
Get new video   |   Hotkeys
Are you a teacher? Create your own exercises, introducing the gaps in the part of the song where you need, and also you will be able to share the link with your students. Furthermore you will be able to check the users that have done your exercises and the punctuation that they have obtained.
Now, you can create your own flashcards.

Eu Nasci Ha Dez Mil Anos Atrás Portuguese Hard

by Raul Seixas

Um dia, numa rua da cidade
Eu vi um velhinho sentado na calçada
Com uma cuia de esmola e uma viola na mão
O povo parou pra ouvir, ele agradeceu as moedas
E cantou essa música, que contava uma história
Que era mais ou menos assim:
Eu nasci dez mil anos atrás

E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba de mais

Eu nasci dez mil anos atrás
E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba de mais

Eu vi Cristo ser crucificado
O amor nascer e ser assassinado
Eu vi as bruxas pegando fogo
Pra pagarem seus pecados
Eu vi
Eu vi Moisés cruzar o mar vermelho
Vi Maomé cair na terra de joelhos
Eu vi Pedro negar Cristo por três vezes
Diante do espelho
Eu vi
Eu nasci
(Eu nasci)
dez mil anos atrás
(Eu nasci dez mil anos)
E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba de mais

Eu nasci
(Eu nasci)
dez mil anos atrás
(Eu nasci dez mil anos)
E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba de mais

Eu vi as velas se acenderem para o Papa
Vi Babilônia ser riscada do mapa
Vi conde Drácula sugando o sangue novo
E se escondendo atrás da capa
Eu vi
Eu vi a arca de Noé cruzar os mares
Vi Salomão cantar seus salmos pelos ares
Eu vi Zumbi fugir com os negros pra floresta
Pro quilombo dos palmares
Eu vi
Eu nasci
(Eu nasci)
dez mil anos atrás
(Eu nasci dez mil anos)
E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba demais

Eu nasci
(Eu nasci)
dez mil anos atrás
(Eu nasci dez mil anos)
E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba demais

Eu vi o sangue que corria da montanha
Quando Hitler chamou toda a Alemanha
Vi o soldado que sonhava com a amada
Numa cama de campanha
Eu li
Eu li os simbolos sagrados de Umbanda
Eu fui criança pra poder dançar ciranda
E, quando todos praguejavam contra o frio
Eu fiz a cama na varanda

Eu nasci
(Eu nasci)
dez mil anos atrás
(Eu nasci dez mil anos)
E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba demais
Não, não porque
Eu nasci
(Eu nasci)
dez mil anos atrás
(Eu nasci dez mil anos)
E não tem nada nesse mundo
Que eu não saiba demais
Não, não
Eu tava junto com os macacos na caverna
Eu bebi vinho com as mulheres na taverna
E quando a pedra despencou da ribanceira
Eu também quebrei a perna
Eu também
Eu fui testemunha do amor de Rapunzel
Eu vi a estrela de Davi brilhar no céu
E praquele que provar que eu mentindo
Eu tiro o meu chapéu

(Eu nasci)
Eu nasci
(Há dez mil anos atrás)
Eu nasci dez mil anos
(E não tem nada nesse mundo)
(Que eu não saiba demais)
Eu nasci dez mil anos
(Eu nasci)
(Há dez mil anos atrás)
...
(E não tem nada nesse mundo)
(Que eu não saiba demais)
Eu nasci, eu nasci dez mil anos...
(Eu nasci)
(Há dez mil anos atrás)
Eu nasci dez mil anos atrás...
(E não tem nada nesse mundo)
(Que eu não saiba demais)

Click any word to get definition.
( Automatic Translation )
Con tecnología de Microsoft® Translator
Tell us the error
X Close